sexta-feira, 22 de junho de 2012

Da Crença

É raro escrever sobre futebol, o chamado desporto rei. Mas desde que iniciei o blogue nunca Portugal esteve tão próximo de uma final de um grande campeonato, daí a excepção. Esta equipa é a minha equipa. Sem bandeiras às janelas, contam-se pelos dedos da mão na minha rua. Com um líder dentro do campo que tanto é odiado como amado na sua pátria. Uma equipa formada à custa da teimosia e do carácter do seu treinador. Uma equipa que se uniu contra as críticas e que vai passando as etapas com trabalho e sofrimento e a estrela de campeão que para marcar precisa de atirar pelo menos duas vezes aos postes. Podemos ficar nas meias-finais, e ainda assim a história vai lembrar-vos como a equipa da crença.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial